Cirurgia Ortognática

Indicações da cirurgia ortognática

Algumas condições dentárias e maxilares que indicam a necessidade de uma cirurgia corretiva (cirurgia ortognática):

  • Correção de “problemas de mordida” que não podem ser corrigidos apenas com aparelhos ortodônticos;
  • Correção de distúrbios de função mastigatória, respiratória e fonética;
  • Tratamento adjunto no tratamento das dores orofaciais e articulares;
  • Correção das queixas de estéticas de desarmonia do sorriso e estética facial prejudicada;
  • Correção de defeitos faciais congênitos ou adquiridos, como as sequelas de traumatismos faciais.

Uma opção para todos

Aproximadamente 25 a 30% da população apresenta um variado grau de desarmonia facial. A maioria destes é candidato a cirurgia ortognática, mas conceitos antigos de cirurgias longas e pós-operatórios desagradáveis intimidam os pacientes.

Com os evolução das técnicas cirúrgicas e anestésicas e o progresso dos materiais disponíveis atualmente, a cirurgia ortognática é considerada um procedimento rápido, seguro e com um período pósoperatório confortável. Isto possibilita que cada vez mais pacientes procurem este tipo de cirurgia e sejam tratados de forma favorável e segura.